Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009

Sacanas Sem Lei

Filme ou Actualidade Nacional?

 

Depois do jantar, enquanto Maria Relâmpago e João Trovão recolhiam a loiça da mesa, Maria lembrou-se de perguntar a João:Sacanas_Sem_Lei.jpg

 

- Escuta cá, estás a par dos comentários e das criticas ao filme "Sacanas Sem Lei"?

 

Embaraçado João lá gagueja:

 

- Filme? Oh! Oh! ... Esta agora! ... e eu a pensar que quando se falava em Sacanas Sem Lei, se estava a falar das campanhas eleitorais, ou especificamente daqueles que se lembraram de obrigar os eleitores a irem duas vezes às assembleias e voto ...

 

publicado por raio às 22:10

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

"URGENTE - MENINO RAPTADO - Passe MSG, muito depressa"

Criança (não) Desaparecida

 
 
No passado dia 29 de Maio (2009) recebi, de um amigo e colaborador neste blogue, uma mensagem via e-mail com o seguinte teor:
 
 
 
URGENTE - MENINO RAPTADO - Passe MSG, muito depressa
 
ESTE - MENINO RAPTADO - Passe MSG muito depressa p.f.
 
[Nome, Morada e N.ºs de Telefone e Fax de um membro de uma instituição supostamente existente e credível]
 
Este menino foi raptado no Alentejo, por favor passem este e-mail a todos os que conhecem.
Para informações contactar com a Câmara Municipal de Viana do Alentejo.
Pensem que se vos acontecesse algo de género, gostariam de ser ajudados.
 
Menino (não) desparecido.jpg
Viana do Alentejo.jpg
Criança Desaparecida.jpg
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
--
Perderei a minha utilidade no dia em que abafar a voz da consciência em mim.’
Mahatma Gandhi
 

 

 

 

Tendo-me apercebido que muitas mensagens colocadas a circular na Internet com este teor são falsas ou referem-se a acontecimentos que já tiveram desenvolvimentos, antes de reencaminhar a mensagem, apressei-me a fazer uma breve pesquisa e facilmente constatei que em 2006 a mesma mensagem já havia sido divulgada em blogues.
 
Nessa altura decidi enviar uma mensagem por correio electrónico para o Município de Viana do Alentejo solicitando mais esclarecimentos sobre o caso.
 
Em boa hora o fiz, dado que no dia 3 de Junho (2009) recebi do Gabinete de Relações Públicas e Comunicação da Câmara Municipal de Viana do Alentejo a seguinte nota:
 
 
 
Exmº Sr.
 
Serve o presente e-mail para informar que no nosso Concelho não desapareceu qualquer criança. Este e-mail já circula há bastante tempo. Já falámos, inclusive com um inspector da Polícia Judiciária sobre o assunto.
Agradecíamos que, se voltar a receber este e-mail, informasse que a notícia não é verdadeira, felizmente não desapareceu nenhuma criança no nosso Concelho.
 
Grata pela atenção dispensada.
 
Com os melhores cumprimentos,
 
Florbela Cabeças,
Gabinete de Relações Públicas e Comunicação da
Câmara Municipal de Viana do Alentejo
 

 

 

 

  

Nestas circunstâncias deixo uma pequena sugestão:
 
Antes de reencaminhar um qualquer apelo, seja qual for a origem e o teor, tente certificar-se se o mesmo é actual e verídico, pois a divulgação de mensagens incorrectas impede que as verdadeiras tenham a credibilidade que merecem.
 

 

 

 
publicado por raio às 00:59

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 29 de Novembro de 2008

Unificação das Claques Benfiquistas

Uma notícia do “Arco-da-Velha” – o suplemento esporádico do Blogue Trovoada Seca, que tal como qualquer órgão de comunicação social, digno desse nome, quando não tem notícias inventa-as.

 
Logo após a derrota por 5-1 com o Olympiacos, os dirigentes das claques Benfiquistas que se deslocaram à Grécia reuniram-se de emergência num restaurante no Pireu.
 
Pelo que conseguimos apurar esta reunião visou discutir a possibilidade de unificação das três claques do Benfica, os “Diabos Vermelhos”, os “NN – No Name Boys” e o “Grupo Manks”, esta hipótese já estará a ser discutida à algum tempo, mas as últimas notícias em redor dos NN e os maus resultados da equipa profissional de futebol do Benfica nas competições externas estarão a fomentar que tal unificação se venha a dar rapidamente. Esta unificação tem igualmente por objectivo servir de exemplo a seguir dentro e fora do campo pelos futebolistas, treinadores e dirigentes.
 Benfica.jpg
A escolha do nome tem gerado alguma controvérsia, mas segundo fonte geralmente bem informada tudo aponta para que o nome escolhido tenha por base uma singela homenagem à extinta claque “Ultras Benfica” e o facto dos membros das claques ficarem completamente “passados” quando os resultados do seu clube são negativos, pelo que o nome maioritariamente apontado é os “Ultra Passados” e conforme se poderá observar na foto do artigo já terão surgido no Estádio da Luz, panos alusivos à claque unificadora.
 
Vamos pois ficar alerta para que assim que tenhamos mais informações sobre este assunto as possamos fornecer de imediato aos nossos leitores.
 
publicado por raio às 01:37

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

O “Triunfo” dos “Imóveis” ...

 

... “Móveis”
 
O Fulgor da Construção Pré-Fabricada
e o Fim do Reinado da Construção Tradicional
 
O tipo de construção mais comum, vulgarmente designada como construção tradicional, sofreu ao longo da sua história profundas alterações, no entanto, à semelhança do que aconteceu em muitos outros sectores, desde meados do Século XX essas transformações intensificaram-se, fruto, essencialmente, de novos conceitos introduzidos na arquitectura e na engenharia que vêm na sequência de novos conhecimentos e dos avanços galopantes da tecnologia que têm revolucionado tanto o tipo de materiais utilizados, como a metodologia usada no seu fabrico, como ainda, o seu modo de aplicação.
 
Essa evolução na área da construção civil tem sido de tal forma notória, que se torna difícil, nos dias de hoje, perceber ou definir quais são os verdadeiros padrões da construção tradicional, dado que já são muito raras as semelhanças com o que se construía ainda há poucos anos atrás.
 
Apesar dessa evolução, esse tipo de construção debate-se com dois problemas, por um lado verifica-se que os desenvolvimentos de que beneficiou estão bem longe de eliminar ou até mesmo de disfarçar a crise que se abateu sobre o mercado imobiliário, nomeadamente sobre esse tipo de construção e por outro lado verifica-se que a concorrência que esse sector tem vindo a sofrer por parte de outras formas de edificar tem vindo a aumentar exponencialmente.
 Módulos IBERMÓDULO.jpg
Efectivamente, no âmbito da edificação, as construções Pré-Fabricadas que num passado bem recente eram somente encaradas como soluções alternativas, têm vindo a ganhar cada vez mais adeptos e passaram a ser mais frequentemente apontadas como a primeira opção.
 
 
Construção Pré-Fabricada
 
(Nota prévia: Atendendo a que os diferentes tipos de construção Pré-Fabricada obedecem a modelos de fabrico importados, as designações vulgarmente usadas em Portugal são, salvo raras excepções, traduções e/ou aportuguesamentos de termos utilizados noutros países. Se somarmos o facto de essas traduções serem desenvolvidas por entidades diversas, obtemos a coexistência de várias designações para o mesmo “objecto” ou várias realidades com a mesma designação. Pelo que, para evitar confusões e para não tornar este artigo só legível por profissionais do sector, fugiremos ao máximo de usar uma linguagem menos comum, nomeadamente a terminologia técnica utilizada neste ramo).
 
Ainda bem longe dos padrões de utilização de outros países, como sejam os países do Centro e do Norte da Europa e do Norte da América, a construção Pré-Fabricada em Portugal atravessa um momento de invejável vitalidade tanto na procura interna como externa, o que se reflecte no enorme crescimento da industria e do comercio que lhes estão associados.
 
Se é verdade que o Pré-Fabricado em Portugal, ainda está associado a um período da sua História contemporânea em que serviu somente para colmatar com rapidez e provisoriamente algumas carências habitacionais, hospitalares, educacionais ou outras, não é menos verdade que com o auxílio de novos conceitos de arquitectura e design aliados a materiais de última geração, o Pré-Fabricado tem-se tornado numa solução de elevado nível, que cumpre todos os requisitos de uma solução tradicional, com diversas mais valias.
 
É neste panorama, que se justifica o facto de as autarquias começarem a enquadrar as soluções Pré-Fabricadas como soluções aceitáveis ou possíveis, chegando em muitos casos, a ser elas mesmo, utilizadoras frequentes deste tipo de construção que tem igualmente uma boa aceitação por parte de muitas outras entidades, tanto do sector público como do sector privado.
 
 
Tipos de Construção Pré-Fabricada
 
As casas Pré-Fabricadas obedecem a dois tipos de classificação, num classificam-se quanto ao seu grau de montagem e no outro classificam-se pelo género de construção.
 
Assim temos, que a designação “Casas Pré-Fabricadas” engloba, no que concerne a graus de montagem, desde construções que saem da fábrica já montadas, até construções que saem da fábrica em peças separadas, cortadas ou efectuadas à medida e que são posteriormente armadas ou montadas no local pretendido pelo cliente.
 
Já no que se refere ao género de construção, definida pelo tipo de materiais e metodologias de fabrico usadas, a designação “Casas Pré-Fabricadas” abarca desde casas de construção, a que vulgarmente se chama, de tipo americano até casas em madeira, de troncos ou de réguas, passando por contentores marítimos adaptados, construção por monoblocos, enfim todo o tipo de construção que é elaborada em fábrica e que posteriormente é colocada ou montada num outro local.
 
 
Construção por Módulos Tipo Contentores
 
Concentrando-nos apenas na construção por módulos tipo contentores, também designados como monoblocos, podemos afirmar que graças aos seus métodos construtivos, é um dos sistemas que apresenta maior evolução e que simultaneamente apresenta ainda um dos maiores potenciais de crescimento.Construção com Módulos tipo contentores Ibemódulo.jpg
 
Após se ter verificado que o uso de contentores marítimos adaptados para escritórios, depósitos, alojamentos e outros fins, requer particular cuidado, pois podem colocar em risco a saúde das pessoas que os utilizem indevidamente, isto por serem originalmente projectados para transporte de todo o tipo de materiais, inclusive radioactivos, químicos e orgânicos, a opção da industria inclinou-se para o fabrico de construções (módulos) semelhantes a esses contentores mas com um amplo conjunto de melhorias, inclusivamente com outras dimensões, mais apropriadas para os fins a que vulgarmente se destinam.
 Montagem de Edifício Pré-Fabricado.jpg
Este tipo de construção Pré-Fabricada consiste em módulos construídos numa fábrica que são posteriormente transportados inteiros ou desmontados (em “kit”) e colocados isoladamente ou unidos (acoplados ou encostados) no local pretendido, sendo a sua montagem aparentemente similar à de a um jogo infantil tipo puzzle 3d ou de encaixe de peças tipo “Lego”.
 
Apesar de modulares, estas construções oferecem enormes alternativas de personalização, pois para além de outras soluções, poderão ser fornecidas com cobertura inclinada, metálica ou a imitar telha de aba e canudo de cor “barro vermelho”, com todo o género de guarnecimento de vãos, com qualquer tipo de pavimento, com as fachadas forradas (ex.: madeira, chapa metálica perfilada, placas pétreas, placas de grês porcelânico de grandes dimensões, placas de resinas fenólicas, placas de viroc, etc.) enfim, com estas e outras possibilidades de customização, poder-se-á mesmo dizer que a “imaginação” é o limite.
 
Desta forma, ao permitir opções que vão desde uma construção de traça arquitectónica tradicional, quase rural, até uma de estilo mais moderno ou mesmo futurista, com uma arquitectura minimalista com grandes envidraçados, fachadas ventiladas e cobertura plana, ficam salvaguardadas as possibilidades de satisfazer, tanto o cliente de gosto mais tradicionalista como o arquitecto mais ousado.
 
 
Processo Produtivo
 
Perante as exigências do mercado, as empresas assentam o seu processo produtivo na capacidade de inovação, no desenvolvimento de novos produtos, num conhecimento profundo das matérias-primas, assim como no perfeito domínio dos processos de fabrico, desenvolvendo um tipo de construção que respeita as normas de segurança e satisfaz as reais necessidades dos seus clientes.
 
As empresas conseguem atingir estes objectivos baseando a produção em processos maioritariamente automatizados, nos sistemas de gestão e informação desenvolvidos e ainda na sua responsabilidade social através de um relacionamento duradouro com seus colaboradores internos, externos e clientes. Tendo como factor primordial a manutenção dos trabalhadores motivados e preparados, dando-lhes regularmente acções de formação, consolidando assim o seu profissionalismo, o que é garantia de níveis elevados de produtividade por trabalhador, conseguindo dessa forma, crescimento integrado e permanente no sector industrial em que manobram.
 
 
Mercados
 
A conquista do mercado consegue-se através de uma construção rápida, económica e confortável oferecendo soluções completas e economicamente viáveis para a optimização da relação custo/benefício ou preço/qualidade.
 
Trabalhando fundamentalmente para as grandes empresas de infra-estruturas, empresas municipais e na renovação do parque público, as empresas fabricantes ou revendedoras de Pré-Fabricados modulares começaram, recentemente, a ter no cidadão comum um potencial cliente, isto graças à diversificação do produto oferecido.
 
O desenvolvimento do sector em Portugal atingiu um tão alto nível que algumas empresas já competem internacionalmente, apostando essencialmente em África e na nossa vizinha Espanha.
 
Em paralelo com a internacionalização, o aumento da influência no mercado nacional, faz-se com filiais, com escritórios e com armazenagem, localizadas estrategicamente nas diferentes regiões do país, garantindo assim uma maior proximidade com os potenciais clientes.
 
 
Desenho
 
Alguns clientes quando consultam uma empresa de módulos Pré-Fabricados já vão munidos de um projecto base desenvolvido num ateliê de arquitectura ou num escritório de engenharia, aí o trabalho está simplificado e bastará adaptar o estudo à modulação própria da empresa.
 
Já nos casos em que tal não sucede, as recentes preocupações ambientais e com a renovação da imagem do nosso país levam a que seja fundamental, nas empresas de Pré-Fabricados, a existência de uma equipa de projecto sólida e com fortes conhecimentos de ergonometria, design, arquitectura e engenharia capaz de colocar no papel a solução adequada às funções a que se destinará o edificio, aos condicionamentos do local, à melhor integração no meio ambiente e que simultaneamente seja capaz de responder positivamente a todas as exigências do cliente.
 
 
Transporte e Manuseamento
 casas pré-fabricadas Monoblocos Ibermódulo.jpg
O transporte destes módulos em território continental faz-se em camiões e caso o destino seja além-mar os módulos são transportados em navios dentro de contentores marítimos.
 
Caso se opte por rentabilizar o espaço durante o transporte, a sua facilidade de montagem permite que os módulos sejam transportados totalmente desmontados (em Kit) até ao local de destino, onde, caso o cliente pretenda poderá ele mesmo organizar uma equipa de montagem que com a ajuda de um pequeno manual com as instruções de montagem não terá quaisquer dificuldades em desenvolve-la.Monoblocos em Kit exportação-IBERMÓDULO.JPG
 
Para o seu manuseamento e colocação no local desejado, os módulos encontram-se vulgarmente equipados com elementos que permitem a sua elevação por meio de grua ou similar, no entanto, para o mesmo fim podem ser utilizados empilhadores com garfos de comprimento ligeiramente superior à largura dos módulos.
 
 
Dimensionamento
 
Os fabricantes têm o cuidado de utilizar medidas que permitam o transporte dos módulos em camiões e no caso dos “kit’s” para que estes sejam facilmente transportáveis em contentores marítimos de 20’ ou 40’ (pés).
 
Os comprimentos exteriores são diversos, normalmente variáveis de metro a metro, as larguras exteriores aproximam-se dos 8’ (pés), aproximadamente 2,438m e a altura máxima exterior é de modo a que pé-direito (altura interior) seja 2,50m ou em casos excepcionais 3,00m caso a utilização que venha a ser dada ao edifício tenha que obedecer a legislação que imponha essa regra.
 
Os módulos Pré-Fabricados pelas suas medidas e pelo seu processo construtivo com uma estrutura metálica, usufruem de uma versatilidade que permite o acoplamento frontal, lateral e superior, ampliando dessa forma, as suas dimensões tanto horizontalmente como verticalmente, podendo assim, criar edifícios de um ou mais pisos, com os compartimentos e as configurações adequadas às funções a que se destinam e ajustadas ao espaço disponível para implantação no terreno, tudo isto, sem nunca descorar aspectos tão importantes como sejam os de ordem arquitectónica, estética ou de segurança.
 
 
Materiais - Características técnicas mais comuns
 
Em geral, as empresas disponibilizam diferentes tipos de modelos standard ou padrão que procuram em todos os detalhes, atender rigorosamente a totalidade das normas regulamentares relativas ao equipamento demonstrando o seu comprometimento para com os seus clientes. Neste sentido, de uma forma genérica os monoblocos apresentam as seguintes características técnicas ou similares:
 
- Base sob a forma de chassi, constituída por longarinas e travessas em perfis de ferro galvanizado, aparafusadas ou soldadas entre si;
 
- Paredes Interiores e Exteriores em painéis tipo “sandwich” com união por macho/fêmea, com vedante, executados com chapa pré-lacada intercalada com poliuretano injectado na espessura de 40 ou 50 mm proporcionando conforto térmico e acústico. A estrutura que suporta estes painéis baseia-se em pilares elaborados em chapa perfilada galvanizada, ligada ao chassi inferior e à estrutura da cobertura por meio de parafusos;
 
- Tectos falsos em chapa metálica, formando entre o tecto falso e a cobertura uma câmara para retenção do calor preenchida com uma manta de lã de rocha;
 
- Cobertura em chapa de aço galvanizada nervurada com pendentes para escoamento de águas pluviais, que são conduzidas para as caleiras/algerozes localizados nos topos dos módulos e que canalizam essas águas para os tubos de queda em PVC instalados no interior dos quatro pilares da estrutura;
 
- Pavimento em chapas de Viroc (aglomerado de cimento, resinas e partículas de madeira) assente sob o chassi e revestido com tela de PVC podendo no entanto haver situações em que se opte por revestimento em chapa metálica ou outro, dependendo do fim a que se destinam as instalações e/ou da opção do cliente;
 
- Caixilharias de portas exteriores (simples ou de duas folhas), janelas (de correr, de batente, basculantes ou fixas) e montras em alumínio lacado;
 
- Portas Interiores em alumínio lacado ou em madeira revestidas com melamina branca;
 
- Estores interiores e/ou exteriores;
 
- Protecção de janelas com grades em alumínio lacado;
 
- Instalação eléctrica com pontos de luz com aparelhagem (armaduras para lâmpadas fluorescentes ou apliques), interruptores, tomadas, quadro c/ disjuntores em conformidade com as normas vigentes;
 
- Nas instalações sanitárias, os lavatórios individuais, as sanitas, os mictórios (urinóis) e os bidés são em cerâmica e os lavatórios colectivos, as bacias turcas e as bases de chuveiro são em fibra;
 
- Canalizações até ao limite do chassi (para posterior ligação às redes respectivas), sendo o traçado das águas desenvolvido em tubos em PPR - polipropileno reticulado e os esgotos com tubagens em PVC.
 
 
Principais Características
 
- Robustez e durabilidade o que permite uma utilização prolongada e/ou reutilizações sucessivas;
- Grande mobilidade, o que permite uma facilidade de manuseamento;
- Construção anti-sísmica;
- Ausência de fundações de grande dimensão, bastam pequenos elementos de suporte e nivelamento;
- Isolamentos térmico e acústico;
- Facilidade na colocação de todo o tipo de instalações: água, esgoto, gás, telefones, electricidade, ar condicionado, etc.;
- Materiais e tecnologia de 1ª qualidade.
 
 
Possíveis Utilizações
 
A construção por módulos pode ser usada para os mais diversos tipos de edifícios, por exemplo:
- Anexos;
- Armazéns e arrecadações;Prova internacional de surf em Portugal - edificio Ibermódulo.jpg
- Balneários, sanitários e vestiários;
- Bares e restaurantes;
- Bibliotecas;
- Bungalows
- Camarins;
- Cozinhas e refeitórios;
- Convívios;
- Dormitórios;
- Edifícios de apoio a estaleiros de obras,
- Escritórios;
- Garagens;
- Habitação, habitação de renda baixa e segunda habitação;
- Instalações de apoio turístico;
- Instalações escolares ou pré-escolares;
- Instalações hospitalares ou unidades de saúde;
- Instalações hoteleiras;
- Instalações industriais;
- Instituições Bancárias;
- Laboratórios;
- Lares de Idosos;
- Oficinas;
- Portarias;
- Postos de abastecimento de combustível;
- Postos médicos.
- Postos de Transformação;
- Quiosques;
- Stand’s de Exposição e Vendas;
 
E numa grande diversidade de eventos ou situações, como sejam:
- Actividades desportivas e de lazer;
- Aeroportos e portos;
- Alojamento de pessoal;
- Comércio;
- Ambulatório médico;
- Escritórios executivos;
- Espectáculos, festivais e shows;
- Exposições e feiras;
- Depósito de materiais;
- Indústria da construção civil / estaleiros;
- Indústria petroquímica;
- Festas populares;
- Jardim;
- Paradas industriais;
- Telecomunicações;
- Turismo.
 
 
Preço
 
O preço é mais uma das vantagens que se tira ao se optar por adquirir uma Casa Pré-Fabricada, apesar de existirem muitas variáveis, dado que actualmente coexistem soluções Pré-Fabricadas das mais económicas às de topo, sabe-se no entanto, que dependendo da região e do próprio país, a diferença para uma casa dita normal pode variar entre os 10 e os 35%.
 
No âmbito dos custo, convém igualmente realçar:
- As condições atmosféricas não interferem na construção diminuindo assim os custos;
- O inventário e os próprios materiais estão seguros de roubos e de estragos devido ao mau tempo;
- Não existem derrapagens no orçamento inicial, nem atrasos no prazo de entrega;
- Não existe um orçamento para materiais e outro para construção, tudo está englobado e dado por uma só empresa, logo mais facilmente controlável.
 
 
Impacto Ambiental
 
Além de ser mais barata e mais rápido de implementar, este tipo de construção é mais amigo do ambiente, estando esta característica não só presente nos materiais utilizados mas também na própria execução, pois não necessita de grandes fundações o que se traduz num fraco impacto ambiental em caso de remoção, pois são gerados poucos resíduos ao contrário do que acontece nas soluções definitivas.
 
 
Climatização
 
Os materiais actualmente usados permitem uma eficiência energética melhorada com óptimas condições de isolamento térmico.
 
 
Vantagens Adicionais
 
Graças à sua construção no sistema monobloco, uma solução Pré-Fabricada é uma solução flexível, rápida e que se adapta em termos de espaço, pois permite uma montagem rápida e um fácil acoplamento, além da sobreposição, que nos modelos standard pode facilmente ir até três pisos.
 
Com um tempo de vida mínimo de 25 anos, para além de todas as vantagens já referidas, à acrescentar que neste tipo de construção, todos os aspectos da construção são controlados, sendo que todos os técnicos, artificies e montadores da casa fazem parte de uma mesma equipa sendo todos eles supervisionados.
 
 
Conclusão
 
Existem pois, muitos factores que o podem levar a optar por uma casa Pré-Fabricada. Certamente que se leu este artigo é porque deseja aprofundar os seu conhecimentos, quiçá procura reunir os elementos necessários para uma tomada de decisão final. Veja o que as empresas lhe podem oferecer (os orçamentos são gratuitos) e decida qual a casa que lhe agrada. Depois disso é só desfrutar de todo o conforto que uma casa Pré-Fabricada lhe pode oferecer.
 
Em Portugal a venda e aluguer destes produtos faz-se através de contactos via web, telefonicamente ou pessoalmente. Para quem, como São Tomé, gosta de ver para crer, poderá sempre visitar as instalações das empresas que se dedicam a este mercado onde é normal encontrar uma área de exposição onde se poderá inteirar da qualidade e características dos produtos aí comercializados.
 
 
Notas finais
 
Para quem deseje saber mais sobre o impacto das casas Pré-Fabricadas na construção ou até mesmo na arquitectura a nível mundial aconselha-se uma passagem pelo portal FABPREFAB em http://www.fabprefab.com, até porque este site apresenta várias ligações para empresas que estão na vanguarda do que de mais ousado se faz internacionalmente nesta área.
 
Para a elaboração deste artigo contámos com a preciosa ajuda do Sr. Vasco Guerreiro, profissional com vasta experiência neste tipo de construção e que actualmente exerce a sua actividade na Ibermódulo, Lda., empresa com sede na freguesia de Samora Correia, concelho de Benavente e que se dedica ao fabrico, venda e aluguer de Monoblocos Pré-Fabricados e Contentores Marítimos adaptados.
 
 
 
 
Logotipo Ibermódulo.jpg 
 
 
Ibermódulo - Aluguer de Módulos e Equipamentos, Lda.
 
Site:
 
 
Endereço/Sede:
Estrada Nacional N.º 10 - Km 107,4
Sesmaria Limpa
Apartado 196
Porto Alto - 2135-402 Samora Correia
 
Tel.: 263 652 220
Fax.: 263 652 222
 

  

 
 
Logo fabprefab Portal do Pré-fabicado internacional.gif
 
fabprefab
 

 

publicado por raio às 01:34

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Problema de Ordem Acústica em Alvalade …

 

Nas Causas da Derrota da Selecção Nacional Portuguesa
 
João Trovão está sentado à mesa, pronto para jantar um belo bacalhau assado com umas batatinhas a murro, quando é confrontado com uma questão colocada por Maria Selecção Nacional.jpgRelâmpago:
 
- Então? … Que me dizes ao resultado de ontem da Selecção?
 
- Foi … muito … difícil de engolir … parece-me que houve ali um problema d’eco …
 
- Quê? O jogador brasileiro que joga na selecção portuguesa foi o culpado?
 
- Nada disso! Eu disse “de eco”! … qualquer coisa funcionou mal na acústica do estádio do Sporting … e … a pouco tempo de terminar o encontro … alguém terá gritado “Dinamarca” e ouviu-se “Dinamarca …marca … marca … marca”…
 
publicado por raio às 22:31

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Justiça Imparcial …

 

… no caso “Casa Pia”
 
 
Depois de ter tido conhecimento de mais uma decisão judicial relativa ao processo “Casa Pia”, João Trovão pergunta a Maria Relâmpago:
 
- Que me dizes ao facto do Estado ter sido condenado a pagar mais de 130.000 Euros ao socialista Paulo Pedroso, lá por causa do caso Casa Pia?
 
- Isso é a prova de como a Justiça, nesse caso, agiu de modo ... imparcial!...
 
- Como?... Imparcial?
 
- Então! … Começou por condenar o Estado a pagar indemnizações aos abusados, agora atribui indemnizações aos acusados … Queres mais imparcialidade do que esta?...
 
 
publicado por raio às 22:35

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

Benfica TV …

 

… O tal canal
 
Uma das notícias que marca a actualidade é a assinatura do contrato entre o MEO e o Sport Lisboa e Benfica no sentido da transmissão em exclusivo do canal “Benfica TV”. Tema esse que motivou o seguinte dialogo entre Maria Relâmpago e João Trovão.
 
- Olha o canal “Benfica TV” que, ao que parece, vai começar as emissões em Novembro, só será transmitido no MEO… - diz João, ao que Maria responde:
 
- Está visto que esse canal estará para o MEO assim como a TVI está para a televisão generalista …
 
- Porquê? Estás a falar nos índices de audiência ou nos níveis desta? …
 
Questão de João que merece a resposta rápida de Maria:
- Não! Não! …vai ... é … ser  o canal que transmite mais desgraças …
 
publicado por raio às 15:30

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Noticias Sobre Assaltos …

 

Podem levar ao aumento deste tipo de crimes … Hei! o caso é sério! Não é para rir …
 
Antes de ir para a cama, João Trovão e Maria Relâmpago põem as “últimas” em dia.
… Até que João pergunta:
 
- Maria … tu ouviste aquela notícia de que o responsável pelo Gabinete Coordenador de Segurança, Leonel de Carvalho deu a entender, numa entrevista, que o aumento de assaltos, que se tem vindo a verificar no país, se deve a um excessivo mediatismo de notícias relacionadas com esse tipo de crime?
 
- Não, mas isso é normal!
Justiça_em Portugal.jpg
- Normal? Ou anormal? ... Para mim parece-me uma anormalidade de todo o tamanho!
 
- Querido! Se se ouvem tantas notícias de assaltos e nunca se ouve dizer que os assaltantes são punidos, até porque na realidade não o são! Enquanto, ao mesmo tempo, qualquer polícia que atire sobre um bando de criminosos, mesmo que seja em flagrante delito, é facilmente punido … nestas circunstâncias é bem normal que a criminalidade aumente …
 
***
 
Sobre este tema pode ser lido o artigo do Público que se encontra em http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1340608&idCanal=62
 
publicado por raio às 03:18

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

Pequim 2008 - Balanço da ...

 

... Participação Lusitana
 
Com a cerimónia oficial de abertura realizada a 8 de Agosto, por razões que se prendem com as superstições chinesas, realizou-se na China, entre os dias 6 e 24 de Agosto, os Jogos Olímpicos de Verão - Pequim 2008.
 medalhas olimpicas ouro prata cortiça
Em jeito de balanço, pode-se dizer que no projecto “Pequim-2008” o Estado Português gastou 13,1 milhões de Euros para levar um grupo de 77 atletas que conquistaram para o nosso país uma medalha de Ouro, uma de Prata (e umas quantas de Cortiça). Resultados que ficaram bem além do contrato/programa assinado entre o Estado e a entidade máxima do desporto olímpico em Portugal, o COP - Comité Olímpico de Portugal.
 
Todavia, com estes resultados, Portugal conseguiu igualar a Bélgica, a República Dominicana e a Estónia no 46º lugar do “ranking” das medalhas e conseguiu atingiu o 57º lugar no número de medalhas ao lado de países como os já citados, Bélgica, República Dominicana e Estónia (com uma medalha de Ouro e outra de Prata), assim como, do Irão que obteve uma medalha de Ouro e uma de Bronze, da Trindade e Tobago que conseguiu duas medalhas de Prata e da Argélia, das Bahamas, da Colômbia, do Quirguistão, do Marrocos e do Tajiquistão que obtiveram, cada um, uma medalha de Prata e outra Bronze.
 
À semelhança do que havia sucedido em 1986, no Campeonato do Mundo de Futebol do México, no famigerado “Caso Saltillo”, também agora na China, o que mais marcou a presença portuguesa foram os assuntos extra-competição.
 
Ainda a competição não tinha começado e já o Presidente do COP - Comité Olímpico de Portugal, Vicente Moura, vinha lançar achas para a fogueira, ao afirmar “Se não formos capazes [de atingir as quatro ou cinco medalhas], peço desculpa. Vou para casa, onde tenho umas pantufas confortáveis à minha espera”.Vicente Moura COP Tacho
Depois de algumas declarações dos atletas e treinadores lusos, o mesmo senhor, ao ver que o fogo se acercava do seu “rabo de palha”, veio de uma forma extemporânea e deselegante exigir aos atletas “brio e profissionalismo”, atendendo ao cargo que desempenha, estas palavras têm, naturalmente, o dom de pressionar ainda mais quem já estava a competir e quem ainda estava para iniciar a sua participação. Daí que não tenha sido nada de estranhar o resultado obtido por Naide Gomes.
 
Mas para vincar, ainda mais, que se antes e durante os Jogos, houve alguém a falar de mais e a puxar a si todo o protagonismo, esse alguém não foi nenhum desportista, nem nenhum técnico, temos que, Vicente Moura, que já durante os Jogos tinha vindo mostrar a sua vontade de não se recandidatar ao cargo, após as magnificas prestações de Vanessa Fernandes e de Nelson Évora, aproveitou a boleia dos políticos do governo e da comunicação social que não se cansaram de branquear a prestação negativa da comitiva nacional e deu o “dito” por “não dito” e qual Padre Vitor Melicias perante um “milagre” veio dizer que afinal já está disponível para prosseguir o seu trabalho para as olimpíadas - “Londres 2012”, numa clara demonstração de que não passa de mais um “cromo” bem agarrado a um “tacho”.
 
Finda esta competição, temos que o quadro de medalhas conquistadas por Portugal em todas as Olimpíadas (de Verão) até à presente data é o seguinte:
 

Olimpíada
Medalha
Atleta (s)
Evento
1924
Paris
Bronze
António Borges d'Almeida, Hélder de Souza Martins, Luís Cardoso Meneses e José Mouzinho d'Albuquerque
Equitação: Prémio das Nações
1928
Amsterdão
Bronze
Mário de Noronha, Paulo d'Eça Leal, Jorge Paiva, Frederico Paredes, João Sasseti e Henrique da Silveira
Esgrima Espada (equipas)
1936
Berlim
Bronze
Luís Mena e Silva com Fossette, Domingos de Sousa Coutinho com Merle Blanc e José Beltrão com Biscuit
Equitação: Prémio das Nações
1948
Londres
Prata
 Duarte Bello e Fernando Bello  
 Vela: Classe Swallow 
1948
 Londres 
 Bronze 
 Fernando Silva Paes com Matamas, Francisco Valadas Júnior com Feitiço e Luís Mena e Silva com Fascinante 
  Equitação: Prémio das Nações
 1952
Helsínquia
Bronze 
Joaquim Mascarenhas Fiúza e Francisco Rebello de Andrade 
 Vela: Classe Star  
1960
Roma  
Prata
 Mário Gentil Quina e José Manuel Gentil Quina  
 Vela: Classe Star 
1976
Montreal 
Prata
 Carlos Lopes  
 Atletismo: 10.000m 
1976
Montreal 
 Prata
 Armando Marques 
  Tiro: Fosso olímpico
1984
Los Angeles
Ouro
Carlos Lopes
 Atletismo: Maratona
1984
 Los Angeles
 Bronze 
 António Leitão
 Atletismo: 5.000m
 1984
Los Angeles
 Bronze 
Rosa Mota  
Atletismo: Maratona 
1988
Seul
 Ouro 
Rosa Mota  
Atletismo: Maratona 
1996
Atlanta
Ouro
 Fernanda Ribeiro 
Atletismo: 10.000m 
1996
Atlanta
 
Bronze
Vítor Hugo Rocha e Nuno Barreto
Vela: Classe 470 

 2000

Sidney

Bronze
Fernanda Ribeiro
Atletismo: 10.000m 
2000
Sidney
Bronze
Nuno Delgado
Judo: 73-81 kg

2004

Atenas

Prata
 Francis Obikwelu
Atletismo: 100m 
 2004

Atenas

Prata
Sérgio Paulinho
Ciclismo: prova de estrada 

2004

Atenas

 Bronze
Rui Silva
Atletismo: 1.500m 
2008
Pequim  
Ouro
 Nelson Évora
Atletismo: Triplo Salto 
2008
Pequim  
Prata  Vanessa Fernandes Triatlo 

 

 

 

 
Na elaboração deste artigo foram usadas diversas fontes, nomeadamente:
 
 
 
 
 
 
Site Oficial dos Jogos Olímpicos de Pequim
 

 

 

 

 
 
 
Comité Olímpico de Portugal
 

 

 

 

 
 
 
Quadro de Medalhas
 

 

 

 

 
 
 
Agência Lusa
 

 

 

 

publicado por raio às 11:45

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Agosto de 2008

Com a Vitória de Nelson Évora…

 

pouco mudou no tema das conversas
 
Aproveitando o fresco da noite, João Trovão e Maria Relâmpago, dão um pequeno passeio, sentam-se num bar e tomam uma bebida refrescante, olhando de relance para a televisão e escutando os zunzuns das mesas mais próximas, Maria observa:
- Já viste isto? Como a vitória de Nelson Évora, alterou os temas das conversas …bebida.jpg
- Pouco se nota …
- Pouco se nota? Então ainda ontem crucificavam os atletas portugueses que estão ou estavam em Pequim … e hoje já parece que são deuses, até mesmo a comunicação social é reflexo dessa alteração!
- Foi uma alteração muito, mas mesmo muito ligeira … de tal maneira que ao tema mais abordado ultimamente só tiraram um “a” e um “s”.
- Como assim? – Pergunta Maria, indignada com as observações de João.
- Querida! As alterações são tão ligeiras que ainda ontem as televisões enchiam os noticiários com os assaltos e hoje enchem com o triplo salto!
 
publicado por raio às 23:05

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

Em Pequim, Jogam ...

 

... Perdão, Jorram Palavras ...
 
Enquanto assistem ao noticiário televisivo, João Trovão tenta saber uma opinião de Maria Relâmpago:
- Que dizes ao facto de José Vicente Moura não se recandidatar a outro mandato para Presidente do Comité Olímpico de Portugal?
- Olha! Esse senhor trocou tudo! No dia em que veio pedir brio e profissionalismo aos atletas portugueses deveria se ter demitido em vez de fazer aquela declaração, e no dia seguinte, enquanto cidadão comum, já poderia fazer as declarações que havia feito na véspera ...
- Porque dizes isso?
Maria Relâmpago, explica:
- Porque se ele veio acusar os atletas de estarem a ser mal-educados e incorrectos ele não esteve melhor, porque ao vir pedir brio aos desportistas que estão em Pequim, nos Jogos Olímpicos, foi fazer ou vai fazer com que os que têm brio entrem mais nervosos nas provas e ao mesmo tempo faz com que os que não têm brio se fiquem a “marimbar” ainda mais ... mas eu sei porque é que ele veio fazer aquela primeira declaração!
- Então não foi por causa das palavras ou desculpas de alguns técnicos e atletas?
- Quais palavras?
- Então as de Fausto Carvalho, treinador do judoca João Neto que veio referir que os atletas em vez de efectuarem uma preparação condigna, andaram em jantares e actividades promocionais, as do velocista Arnaldo Abrantes que disse que ficou bloqueado ao ver o Estádio Olímpico cheio, as da lançadora do martelo, Vânia Silva, que se justificou explicando que não é muito dada a este tipo de competições, as do lançador do peso, Marco Fortes, que disse que à hora em que foi prova queria era estar na caminha
- Estás muito bem informado! Porque a comunicação social não fez muito alarido com essas declarações, mas se elas podem ser ou parecer desculpas esfarrapadas, leva-me a crer que quando o Presidente do COP veio exigir brio aos atletas, veio arranjar uma desculpa para não se demitir imediatamente, porque ele próprio tinha assinado um contrato/programa com o Estado e antes dos jogos afirmou que se Portugal não fosse capaz de atingir as quatro ou cinco medalhas, pedia desculpa e ia para casa, onde diz ter umas pantufas confortáveis à sua espera ... ah! e ficar bloqueado e nervoso nos Jogos Olímpicos não é assim tão anormal, basta lembrarmo-nos de Fernando Mamede que foi um grande atleta e recordista mundial mas que nunca nos trouxe nenhuma medalha olímpica
 
publicado por raio às 23:45

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

Já está aí o “Novo Mapa …

 

Judiciário”
 
- Já viste aí alguma coisa sobre o “novo mapa judiciário”? – Pergunta que Maria Relâmpago faz a João Trovão enquanto este navegava na Internet.
- Mapa judiciário?computador.jpg
- Sim! Noticiaram ali na televisão que na semana passada, Cavaco Silva promulgou o novo “mapa judiciário” uma tal … de … Lei de Organização e Funcionamento dos Tribunais Judiciais …
- Bem, o nome de mapa judiciário é interessante! E bem que já era preciso! … Porque nestes últimos tempos a Justiça tem trilhado maus caminhos e bem sinuosos … mas … agora que já vamos ter o mapa … esperemos que também arranjem instrumentos de navegação e orientação, GPS’s, bússolas … caso contrário corremos o risco da Justiça entrar num beco sem saída!...
 
publicado por raio às 23:13

link do post | comentar | favorito
|

Pum! Pum! - “Reviver” o Farwest ao vivo …

 

Com muitos “cavalos” … “índios”… assaltos … tiros …
 
Lendo o jornal, ao colocar-se a par das noticias que fazem a actualidade nacional, João Trovão desabafa para a sua esposa:
- Já viste isto Maria? … agora não há dia em que não haja tiros … assaltos …
Ironizando, Maria Relâmpago responde:actualidade política nacional.jpg
- Oh! Quanto é que não vale isso? Até já parece um daqueles eventos, ditos culturais, em que se revive o passado … assim estamos a reviver o Farwest, com muitos “cavalos”, “índios”, assaltos, tiros, xerifes desautorizados … olha! e com a vantagem de não ter que se comprar bilhete!
- Estás a brincar … mas o caso é sério! … O problema está no facto de termos uma justiça que deixa andar os criminosos à solta e que prende os polícias … prendessem esta gentalha e acabavam-se os problemas!
- Olha! Estás a delirar com febre ou isso é mesmo parvoíce natural?
Irritado com a situação, João pergunta:
- Mas o que é que eu disse assim tão absurdo?
Maria explica:
- De absurdo? Perguntas tu? … bem mais do que isso … Querias tu, que os criminosos, os arruaceiros fossem parar à cadeia? … e depois os advogados e todos os funcionários que trabalham na justiça vão fazer o quê? … mais! tu sabes que o Estado não ganha nada com as prisões, aquilo é só despesa … e se fossem a prender todos os prevaricadores, não havia prisões para todos … o que iria aumentar a superlotação das existentes e de certeza que aumentaria a violência e a insegurança entre grades … e depois lá vinham as associaçõezinhas ditas de defesa dos direitos humanos, clamar por melhores condições para os prisioneiros … é melhor, é deixar ficar tudo como está …
- És capaz de ter razão … com um pouco de sorte … talvez algum político da nossa praça, ou algum dos seus familiares leve um tiro … para se tornar na “cereja em cima do bolo” do espectáculo a que temos vindo a assistir diariamente …
 
 
publicado por raio às 01:41

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

INE ou … API?

 

... Estatística ou Magia?...
 
Olha! Olha! No segundo trimestre deste ano ... a taxa inflação baixou! A taxa de desemprego diminuiu!! ... O número de empregados aumentou!!! ... O produto interno bruto cresceu!!!! ... e o índice do custo do trabalho registou uma variação homóloga de 3,1%!!!! - Foi assim, gritando esta novidade, que Maria Relâmpago entrou de rompante em casa surpreendendo João Trovão, que abstendo-se de comentar, deixa fugir uma pequena pergunta:
- Isso foi em que país?...
- Portugal! ... Foi cá! Querido ...
A confirmação de Maria, leva a que João desabafe:
- Sim querida! E eu sou o Pai Natal ...
- João! Isto são dados do INE! ...
- Pois! Mas que eu saiba a sigla da Associação Portuguesa de Ilusionismo é API!!!...
As palavras de João desconcertam Maria, que explica:
- INE é a sigla do Instituto Nacional de Estatística! ...
- Sabes o que te digo? ... Com uma entidade dessas, dependente do Estado e tão hábil a fazer magia com os números ... conseguindo transformar uma realidade caótica numa estatistica óptima ... não consigo perceber porque é que os governos para conseguirem determinados objectivos económicos ... têm recorrido à chamada engenharia financeira ...
 
 
 
Mais informação sobre este tema pode ser vista no site do INE em http://www.ine.pt ou na página do Jornal Público em: http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1338962&idCanal=57
 
publicado por raio às 01:06

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

Na Criação de Ambiente ...

Saudável?!

 
Maria Relâmpago e João Trovão em plena fruição de mais um dia de férias fazem um piquenique numa zona verde destinada a esse fim. A aragem fresca, o chilrear dos pássaros, o ar puro e a sombra agradável e obviamente, esquecendo as formigas que decidiram subir pelas pernas de Maria e dar a sua trincadinha, proporcionam a que Maria comente:
- Ainda bem que o Presidente do Brasil assinou, no passado dia 1 de Agosto, lá aquele acordo para a criação de um Fundo para a defesa do ambiente na Amazónia ...
- Desde que o dinheiro desse Fundo que criou não seja empregue a montar uma rede viária nessa floresta ...
- Tens que ser sempre o mesmo pessimista, não se pode dizer nada que és sempre do contra. Chiça! ... Olha que quem deve estar contente são os ambientalistas ...
O termo “ambientalistas” causa algum desconforto a João que logo esboça uma insinuação:
- Ambientalistas, esses também ... vou-te contar ...
- Que foi agora? ... Não vais começar com aquela conversa que são gente que defende princípios filosóficos e não as pessoas, que são uma cambada de miúdos que não têm nada para fazer e que não sabem nada da vida ...
- Nada disso ... o certo é que são ambientalistas, são ambientalistas, mas só defendem Meio Ambiente ... e a outra metade??? ...
 
***
 
Para saber mais sobre o acordo assinado por Lula da Silva acedi a um conjunto de sites que se devem contar entre os “Favoritos” de qualquer brasileiro que se queira manter informado sobre um conjunto matérias que lhe diz directamente ou indirectamente respeito. São os sites ligados ao Governo e à Presidência da República Federativa do Brasil, designadamente:
- http://www.info.planalto.gov.br/  Presidência da República Federativa do Brasil - Secretaria de Imprensa
- http://www.presidencia.gov.br/  Presidência da República Federativa do Brasil
- http://www.brasil.gov.br/  Portal do Governo Brasileiro
 
Foi assim que encontrei em os discursos de Lula da Silva em http://www.info.planalto.gov.br/exec/inf_discursos.cfm  lá é possível encontrar o discurso do Presidente Lula durante a cerimónia de assinatura do acordo para a criação do Fundo de protecção da Floresta Amazónica em Aúdio no link http://www.info.planalto.gov.br/media/audio/pr808-2@.mp3  e em texto em arquivo Word, com a extensão *.doc do qual se pode fazer o download gratuito e que passo a transcrever.
 
 
 

 

 

 

 

 
Presidente Lula durante cerimônia de assinatura de atos do Ministério do Meio Ambiente
(Rio de Janeiro, RJ, 01/08/2008)
Foto: Ricardo Stuckert/PR
 
 
 
 
Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de assinatura de atos do Ministério do Meio Ambiente
Rio de Janeiro-RJ, 01 de agosto de 2008
 
 
 
Meus amigos e minhas amigas,
Meu caro companheiro Sérgio Cabral, governador do estado do Rio de Janeiro,
Ministros que me acompanham,
Ministro Minc,
Secretários do governo do Rio de Janeiro,
Nossos companheiros e companheiras representantes dos bancos oficiais,
Companheiros e companheiras que trabalham tão bem no Brasil essa questão climática e a preservação da nossa Amazônia,
 
Primeiro, quero dizer a vocês que o Minc já fez o discurso que eu ia fazer. Acho que ele leu ou mandou informações para o pessoal preparar o meu discurso, e depois leu o meu discurso. Não tem sentido eu falar.
 
Quero apenas dizer, Minc, que o Brasil certamente assumirá todas as responsabilidades pela preservação da Amazônia, por combater a questão do aquecimento global, porque o Brasil quer, definitivamente, assumir não apenas as responsabilidades, mas assumir a soberania no seu território amazônico e a soberania nas nossas decisões.
 
Vira e mexe, eu viajo para algum país e tem muita gente que, muitas vezes, fala da Amazônia como se fossem donos da Amazônia. Não têm nem a sensatez de conversar, dando um conselho. Conversam quase como se estivessem dando palpite sobre a Amazônia. Nós temos consciência do que a Amazônia representa para a Humanidade, para o Brasil, temos consciência da riqueza da biodiversidade, da quantidade de água doce que está dentro do território nacional brasileiro e, ao mesmo tempo, temos consciência de que precisamos fazer as coisas que precisam ser feitas. Afinal de contas, a espécie humana evolui politicamente, ambientalmente, economicamente e socialmente a cada dia que passa. Hoje todo mundo começa a compreender, no Brasil, que há uma grande vantagem comparativa para a disputa global que o Brasil faz todo santo dia, se nós tivermos como cartão postal, como cartão de visita, as coisas boas que a natureza nos deu. Destruí-las será um instrumento a ser utilizado contra o nosso País e contra os nossos produtos.
 
Eu queria, Minc, lhe dar os parabéns porque durante toda a minha vida política... Apesar de nem sempre isso ter sido dito assim – sempre tentaram vender a minha imagem diferente do que eu era, na verdade – eu acho que um bom acordo é sempre melhor do que uma demanda desnecessária. Essa sua atitude de procurar os setores que têm atividades econômicas ligadas à questão das nossas florestas e estabelecer acordo com eles de que “nós não vamos vender madeiras que não estejam legalizadas, mas vamos vender mais, para vocês não poderem comprar a clandestina”.
 
Eu acho que é uma coisa extraordinária fazer acordo com os nossos criadores de gado, dizendo “nós vamos recuperar as terras degradadas e vamos fazer nelas a política de reflorestamento que tanto a indústria precisa”; procurar outras pessoas e tentar mostrar que é melhor para a imagem do País, é melhor economicamente para os seus produtos fazer as coisas direito e poder transitar em todos os foros internacionais de cabeça erguida e com a sensação do dever cumprido.
 
Nem todo mundo cumpre com o seu dever. O Protocolo de Quioto já está assinado há muito tempo e muitos países que, muitas vezes, tentam dar lição ao Brasil, sequer assinaram o Protocolo. Fui agora ao G-8, estávamos discutindo a questão climática e fica uma discussão um pouco vazia, em que todo mundo... porque é assim Minc, você não vê políticos falarem mal de pobre em época de eleição, falam mal de banqueiros, menos dos bancos que estão aqui, não falam mal da Caixa Econômica, do Banco do Brasil, do BMB, do (inaudível) e do BNDES. Você não vê político falar mal de criancinha e também não vê político falar que vai poluir. Tem gente que é tão radical que quando você fala: “é preciso cuidar do meio ambiente”, ele fala: “não, eu vou cuidar do ambiente inteiro. Meio ambiente para mim é pouco”.
 
Nessa reunião do G-8, a discussão estava mais ou menos assim: todo mundo quer cuidar do planeta, quer despoluir, quer preservar... Eu, por acaso, estava com um documento de um instituto de pesquisa energética dos Estados Unidos, essas coisas que Deus, de vez em quando, faz acontecer, apareceu na minha mão, ainda no meu gabinete, mas não por conta da minha viagem a Tóquio. Na hora em que fui falar, Minc, eu fiz a seguinte pergunta: “Em que fórum – estavam lá o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o Presidente do FMI, o presidente do Banco Mundial – o G-8 mais China, Índia, Brasil e México vão se reunir para deliberar as responsabilidades de cada um?” Só é possível deliberar as responsabilidades de cada um se nós soubermos qual a responsabilidade de cada um, ou seja, quem polui o quê? Quem, na verdade, trabalha emitindo gás efeito estufa?
 
Peguei o estudo e estava escrito assim: emissões de gás efeito estufa em 2005 no mundo, 28 bilhões de toneladas. Responsabilidades: desses 28 bilhões, os Estados Unidos tinham a responsabilidade por 21%. China tinha a responsabilidade por 18% e o Brasil só tinha a responsabilidade por 3.9%. Depois tinha um outro dado que dizia: a emissão de gás por quilômetro quadrado. Os Estados Unidos emitiam 70 toneladas por quilômetro quadrado e o Brasil apenas 1.9 tonelada.
 
Foi uma coisa interessante, por que começaram a perguntar, o nosso amigo Gordon Brown perguntou: “E a Inglaterra?” O Sarkozy: “E a França?” E eu tinha dados de todo mundo e fui dizendo: Se você não tiver os dados concretos e objetivos, você não sabe. Embora a China tenha 18%, a verdade é que a responsabilidade da China com a poluição do planeta é menor do que a dos americanos porque a China começou a poluir há menos tempo e os americanos, desde o século XIX. A responsabilidade histórica é maior para alguns. O desenvolvimento industrial inglês começou no século XIX, bem antes do nosso. Então é preciso que haja um processo de reparação de danos cometidos no planeta. É difícil porque envolve dinheiro. Nem todo país tem condições de fazer. Mas se a discussão for séria, então precisamos colocar o que cada um faz no mundo.
 
Um país como a Holanda, por exemplo, proporcionalmente, polui dez vezes mais que o Brasil. Está no relatório. Nós vamos aperfeiçoar esse relatório para que a gente possa fazer do debate uma coisa mais magnânima, com um conhecimento de causa muito maior. Porque, senão, Minc, daqui a pouco aparece alguém dizendo que tem cana na Amazônia. Daqui a pouco aparece alguém dizendo que são os biocombustíveis que causam problema no aumento do alimento. Nós não temos o direito de aceitar as mentiras, não temos o direito de aceitar as mentiras.
 
Por isso, nós estamos convocando um grande encontro internacional, nos dias 20 e 21 de novembro, com cientistas, governos, embaixadores, ONGs, para discutir os efeitos positivos ou maléficos da questão do biodiesel e os efeitos disso na Amazônia. Podem ficar certos de que o Brasil vai cumprir com as suas obrigações. Nós queremos falar grosso. Comecei a reunião, Minc, dizendo o seguinte: eu venho de um país que tem 85% da sua energia elétrica limpa; que tem 46% de toda a sua matriz energética limpa; que coloca 25% de etanol na gasolina há muitos anos; onde 90% dos carros novos vendidos no mercado interno são flex fuel; e venho de um país que ainda tem 64% das suas florestas de pé. Quem é que pode ter esse discurso no G-8? Não podem ter.
 
Eu acho, Minc, que essas coisas que estamos fazendo, esse Fundo que eu espero que não seja contingenciado... Caiu na mão do BNDES... Penso que vai ser um passo extremamente importante, e acho que você é um dos ministros, Minc, que precisa começar a viajar um pouco para o exterior porque nós precisamos começar a falar as coisas que nós temos como elas são, e não como os outros pensam que elas são. Queremos explorar a nossa rica biodiversidade sem pirataria, queremos que os nossos cientistas possam adentrar e pesquisar. Não precisa ninguém vir roubar aqui a nossa biodiversidade.
 
Acho que nós, inclusive, vamos dar passos importantes. A proposta que fizemos para a França, de criar um instituto de biodiversidade aqui na Amazônia, uma coisa mais forte, mais poderosa, em que os nossos cientistas tenham todas as vantagens do mundo para pesquisar a nossa Amazônia... Você vinha me dizendo no avião: “Não adianta mais o Brasil ficar fazendo reserva florestal, se depois a gente não tem quem tome conta”. Se vamos fazer reserva florestal, vamos abrir para que as pessoas possam visitar, possam conhecer, possam pesquisar. Vamos fazer desse patrimônio que a natureza nos deu, a possibilidade de melhorar a vida das pessoas para tomarem conta daquilo.
 
Penso que o dia de hoje é extremamente importante para um país ainda muito novo, mas, ao mesmo tempo, que tem muitas responsabilidades com a questão climática porque, nas nossas costas, Deus colocou muita floresta, muita água, muita fauna, e eu acho que isso tem que ser visto por nós como um benefício, e não como um malefício, como alguns tentaram fazer pouco tempo atrás.
 
Meus parabéns, Minc, e obrigado pela presença de todos vocês.
 
 

 

 

 

 
 
 
 Presidência da República Federativa do Brasil
 Secretaria de Imprensa
  
 
Presidência da República Federativa do Brasil
 
 
Portal do Governo Brasileiro 
 
 

 

publicado por raio às 02:13

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 19 de Julho de 2008

A Mensagem ...

 

de Cavaco Silva
 
Sábado de manhãzinha cedo, bem pela fresquinha, João trovão e Maria Relâmpago dão um pequeno passeio. Entre conversas triviais, comentários, opiniões, criticas, palavras amorosas, João vira-se para Maria e predisposto a falar de política pergunta-lhe:
- Ouviste aquelas palavras do Presidente da República em que aconselha os portugueses a não baixarem os braços?
- Quê? Estás a falar daquela mensagem que Cavaco Silva deixou em Celorico de Basto, na passada Quinta-Feira?
- Isso mesmo! … O que é que achas-te?
Aquele género de conversa não faz o tipo de Maria, sente-se incomodada sempre que se fala de política, nomeadamente das atitudes dos políticos nacionais, de tal modo que sente a necessidade de acabar aquela conversa o mais rápido possível e remata:
- Tu sabes bem o que eu acho! O que eu acho é que se por um lado temos um Primeiro-Ministro, o José Sócrates ... que ... graças às suas políticas, implicitamente nos grita “Mãos ao ar! Isto é um Assalto!”... e nos vai ao bolso ... agora ficámos a saber que conta com a cumplicidade do homem de Boliqueime que nos vem dizer para não baixarmos os braços enquanto ficamos de bolsos vazios ... mas enfim compreende-se ...
- Compreende-se? - Interroga João, algo surpreendido com a compreensão da esposa.
- Compreende-se! Claro que se compreende ... só os mais distraídos é que não sabem ou não se lembram que se o país está como está muito deve às políticas encetadas por Aníbal Cavaco Silva quando foi primeiro-ministro e que permitiu que meia dúzia de empresários, gestores, políticos e ... até mesmo sindicalistas desviassem o dinheiro que vinha da Europa .... e que acabou por não ser aplicado nas áreas a que se destinavam ... nomeadamente na formação dos trabalhadores ... no desenvolvimento do país ...
 
publicado por raio às 05:45

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

Fonte ... das Notícias?...

ou Árvore das Notícias?
 
O caminho que a notícia percorre desde a sua produção até ao consumidor final é tão ou mais complexo e sinuoso do que o de qualquer outro produto, daí a pergunta «será que na origem das noticias estão as fontes ... ou as árvores?...» até porque muitas são as notícias que chegam ao seu destino bem apodrecidas ...
 
Não é raro, verificar-se que uma notícia disponibilizada por um órgão de comunicação social é em tudo semelhante a outra e outra emitida por outros canais distintos e chegando inclusivamente a ter a assinatura de autores diferentes. Muitas vezes, após uma averiguação mais atenta, tendo essas notícias a indicação da fonte ou não, verifica-se que o texto é em tudo semelhante ao inicialmente publicado pela Agência noticiosa Lusa.
 
Para ler as últimas notícias que têm origem na Agência Lusa pode-se fazê-lo através página inicial do Portal Sapo, através do link http://noticias.sapo.pt/lusa no entanto quem desejar saber mais sobre a Agência Lusa terá que entrar no site oficial dessa agência noticiosa em http://www.lusa.pt.
 
Exemplo de uma notícia que teve como origem a Agência Lusa e que posteriormente foi tratada e reproduzida nos diversos meios de comunicação social, foi a do castigo aplicado pela UEFA a Luiz Felipe Scolari e que esteve disponível em http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/xc42D%2FjKs%2FwcB1gmEiEhVw.html e que passo a transcrever:
 
 
Futebol: Scolari suspenso quatro jogos (ACTUALIZADA)
20 de Setembro de 2007, 12:42
 
Nyon, Suíça, 20 Set (Lusa) - O seleccionador português de futebol, Luiz Felipe Scolari, foi hoje suspenso pela UEFA por quatro jogos, na sequência dos incidentes no final do jogo Portugal-Sérvia, e falha o que resta da qualificação para o Euro2008.
 
Além dos quatro jogos de suspensão, a agressão ao jogador sérvio Dragutinovic no final do jogo do Grupo A de apuramento para o Europeu valeu ao técnico brasileiro uma multa de 20.000 francos suíços (cerca de 12.000 euros).
 
Scolari e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) terá três para recorrer da decisão após notificação da UEFA e, se for o caso, Scolari poderá então ser ouvido pela Comissão de Controlo e Disciplina da UEFA, anunciou um porta-voz do órgão disciplinar, que se reuniu hoje em Nyon, Suíça.
 
A decisão impede que Scolari se sente no banco para orientar a selecção lusa nas deslocações ao Azerbaijão e Cazaquistão (13 e 17 de Outubro) e na recepção à Arménia e Finlândia (17 e 21 de Novembro).
 
Por outro lado, a Comissão de Disciplina puniu o defesa sérvio com dois jogos de suspensão pelo seu envolvimento com Scolari no final do encontro disputado no Estádio José Alvalade, em Lisboa, a 12 de Setembro, e que terminou empatado 1-1.
 
Depois de o alemão Markus Merk apitado para o final do jogo, Dragutinovic e Scolari desentenderam-se junto ao banco de Portugal e o brasileiro agrediu o jogador adversário com um soco na cara, respondendo a uma palmada do sérvio.
 
O acto de Scolari foi de imediato censurado pelos elementos da selecção da Sérvia, nomeadamente o seleccionador, o espanhol Javier Clemente, que pediu o afastamento de Scolari, e suscitou críticas e lamentos de várias instâncias portuguesas no dia seguinte.
 
O presidente da FPF, Gilbetto Madaíl, lamentou o incidente e a abertura de um inquérito, enquanto o presidente da Liga, Hermínio Loureiro (primeiro vice-presidente da FPF), falou em "dia mau" para o futebol e disse que teve de pedir desculpa ao presidente da Federação da Sérvia e ao Presidente da República.
 
Do Governo, o secretário de Estado do desporto, Laurentino Dias, censurou o acto, enquanto o Presidente da República, Cavaco Silva, considerou o incidente lastimável.
 
Scolari desculpou-se afirmando que tentou defender Ricardo Quaresma e pediu desculpas públicas aos portugueses, à FPF e à própria UEFA, que anunciou a abertura de um inquérito.
 
A FPF, que desde o início recusou um corte com o treinador brasileiro, fez a defesa do seleccionador, reunindo todas as provas para ajudar a UEFA a tomar uma "decisão justa" sobre a agressão, enviando o dossier terça-feira para o organismo.
 
Portugal é terceiro classificado do Grupo A, com 17 pontos, a quatro da Polónia, que lidera, com mais um jogo disputado, e com menos dois pontos do que a Finlândia.
 
PA.
 
Lusa/fim
 
 
Agência Lusa
 
e-mail:
Direcção de Informação: dinformacao@lusa.pt
 
 
***
 
Entretanto, a Redacção do Blogue Trovoada Seca obteve uma declaração importante e exclusiva do Seleccionador Nacional, e que segundo se julga, pode ser semelhante ao argumento usado por Scolari junto da UEFA, para que a punição de que foi alvo não fosse ainda superior, ei-la:
 
publicado por raio às 08:30

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2007

A Culpa do casal McCann

... Assassinos ou não ... Culpados São!
 
 
maddie_mccann.jpgEm frente à sua televisão o casal João Trovão e Maria Relâmpago vêem a abertura de um boletim noticioso.
- Chiça! Que este novelo ... que não tem ponta por onde se pega ... nunca mais termina! - Exclama João ao ver que mais uma vez a noticia de abertura é caso do desaparecimento de Madeleine MaCann, acompanhado de reportagens e opiniões inconclusivas ou especulativas .
- Demais? ... Demais não! então ainda não encontraram a menina! - reclama Maria.
Reparo que merece de João a explicação:
- Querida! Eu até nem me importava que os dois minutos iniciais de todos os “Telejornais” mostrassem as fotos de todas as pessoas que estão desaparecidas em Portugal ... e que a PJ divulga no seu site! ... Agora que estejamos há uma carrada de meses a gramar com reportagens recheadas de informação fabricada ora pela Polícia, ora pelos assessores do Casal MacCann, ora pelos órgãos de comunicação social e que só nos serve para confundir ... é demais!...
- Então, mas assim mantém-se a chama acesa e poderemos ambicionar a que se encontre os verdadeiros culpados ...
- Os culpados? Os verdadeiros culpados sempre eu soube quem foram!
- Como?
- Querida, seja Madeleine MacCann encontrada ou não, fique-se a saber ou não, se foi morta ou simplesmente raptada ... é importante que fique claro que os pais de Maddie, Kate e Gerry MacCann, deverão sempre ser considerados culpados, pois não tem qualquer cabimento que um casal estando num país distante do seu, saia para se divertir com os seus amigos, abandonando três crianças, deixando-as deitadas antes das 19 horas num país do sul da Europa, no final da Primavera, quando o Sol ainda vai alto ... e ainda é muito cedo para deitar as crianças ...
- Então também és daqueles que afirma que o casal fugiu para Inglaterra ... para se refugiar ou para preparar a sua defesa?
- Não! ... O Casal MacCann refugiou-se na Inglaterra para preparar um ataque ou seja para pedir uma indemnização chorura ao Estado Português ou à Polícia Portuguesa ... devem achar que à conta do desaparecimento da sua filha ... podem arrecadar mundos e fundos ... fazendo passar a ideia que não têm nenhuma responsabilidade no desaparecimento da filha ...
 
publicado por raio às 08:18

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Agosto de 2007

Queremos Maternidades ...

Para quê?
 
João Trovão e Maria Relâmpago assistem a um boletim informativo televisivo ... e deparam ... impávidos à notícia que mais um bebé nasceu numa ambulância a caminho do hospital, porque a maternidade que existia na área de residência da mãe foi fechada pelo Ministério da Saúde sob a alçada do Ministro Correia de Campos durante o governo de José Sócrates.
Informação que mereceu o comentário, revoltado, de Maria:
- Olha-me para isto! ... Fecham as maternidades e agora as crianças têm que nascer nas ambulâncias!
Comentário, que mereceu de João, o reparo:
- É bom que não se fale muito alto sobre este assunto ...
- Quê? ... Achas que já existem informadores à escuta das nossas opiniões ... como no “tempo da outra senhora”?
- ... O que eu quero dizer, é que se o Ministro Correio de Campas percebe que nas ambulâncias podem ser efectuados os nascimentos com igual nível de qualidade que nos Hospitais ... ainda arranja maneira de fechar todas as maternidades e substitui-las por ambulâncias ... com a vantagem de poder substituir os enfermeiros por bombeiros voluntários ...
 
publicado por raio às 08:26

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 6 de Agosto de 2007

Dinheiro? ... Há!... Mas ...

Só para os amigos!...
 
 
Maria Relâmpago e João Trovão conversam sobre a actualidade política e económica do país, até que João se vira para Maria e refere uma dúvida que lhe anda a inquietar:
- Eu não percebi bem, foi aquela noticia que foi difundida no final do passado mês e que afirmava que o Estado vai indemnizar e há grande, 18 directores demitidos no tempo de Durão Barroso ...
- Então esses directores foram demitidos só porque não eram da “cor” das pessoas que, na altura, entraram para o governo, têm direito a receber a respectiva indemnização ...
A resposta, não satisfez a curiosidade de João que já está habituado a ver que sempre que são eleitos novos políticos, estes demitem as pessoas que já lá estão e nomeiam outras da sua confiança ou do seu circulo de amizades.
- Bem, nesse caso quem os deveriam indemnizar, deveriam ser os responsáveis pela demissão e não o Estado! É que, segundo nos querem ensinar, o Estado somos todos nós ... e deste modo estamos a ser punidos por um erro que não cometemos ... ou estou errado?
- Querido!... a demissão foi um acto político ... e em Portugal ... tais actos são abrangidos por um “instrumento” que se chama “responsabilidade política”, que é nem mais nem menos, que um mecanismo que permite aos políticos esticarem a mão para receber os dividendos oriundos de uma medida política acertada que tenham adoptado, mas ao mesmo tempo, permite-lhes sair impunes das medidas desastrosas que venham a tomar!
- Que assim seja! ... Mas como andam por aí a dizer o Estado não tem recursos financeiros ... como tal ... o Governo vai fazer tudo por tudo para não pagar esse dinheiro!?... e o Processo vai arrastar-se nos Tribunais como é comum ...
- Não deves ter ouvido bem a notícia! ... os directores que foram demitidos no tempo de Durão Barroso, são da cor política dos actuais governantes!
- Ah! ... Então até já estou a imaginar como decorreu as a negociações ... que dizem ter existido ... com os membros do actual Governo e representantes legais do Estado a virarem-se para os directores a indemnizar e a fazer um tipo de conversa do tipo “Têm a certeza que é só isso que vocês querem receber? ... Vejam lá, bem! Não queremos que vos falte nada!... Afinal os amigos são para estas ocasiões ...” ...
 
 
***
 
A notícia que deu origem a este diálogo foi difundida através de vários orgãos de comunicação social, como mero exemplo, transcrevo o artigo que foi publicado no Site Portugal Diário - http://www.portugaldiario.iol.pt na página http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=837595&div_id=291
 
Indemnizações para chefias demitidas por Bagão
[2007/07/28 | 22:40]
 
Governo vai pagar um milhão de euros a 18 directores demitidos no tempo de Durão
 
 
O ministro da Solidariedade Social, Vieira da Silva, garantiu hoje que respeitará a decisão do Supremo Tribunal Administrativo, que condenou o Estado a pagar um milhão de euros de indemnizações a 18 directores demitidos no tempo de Durão Barroso.
 
Falando aos jornalistas à margem do programa da visita de vários membros do Governo ao Algarve, Vieira da Silva enfatizou que se trata «de uma decisão sem recurso e que, portanto, cabe ao Estado cumprir as responsabilidades que o Tribunal lhe atribuiu».
 
De acordo com o semanário Sol, os 18 directores foram nomeados em Fevereiro de 2001, quando António Guterres era primeiro-ministro, para ficarem à frente dos centros distritais do Instituto de Solidariedade e Segurança Social.
 
Depois de demitidos, em 2002, recorreram da decisão para várias instâncias e agora o Supremo Tribunal Administrativo considerou «nulos» os despachos de decisão por «falta de fundamentação».
 
Na altura da decisão de Bagão Félix, Vieira da Silva, então deputado da oposição, classificou as demissões como «saneamentos políticos».
 
Hoje, Vieira da Silva disse que a sua opinião da altura foi dada «como membro da oposição», esclarecendo que agora, enquanto membro do Executivo, tem que «zelar pelos interesses do Estado».
 
No entanto, reiterou que «o Tribunal decidiu, o Estado tem que cumprir» e acrescentou que se trata de uma decisão final, já que não há mais possibilidade de recurso.
 
De acordo com o semanário Sol, desde que a decisão do Supremo foi tomada, os demitidos estão em negociações com o Ministério de Vieira da Silva, para chegar a acordo sobre o pagamento e o valor das indemnizações a que têm direito.
 
 
Portugal Diário
 
 
publicado por raio às 08:30

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 26 de Maio de 2007

A cegueira do casal McCann

... Pode ter ajudado à morte de Maddie ...
e infelizmente, por egoísmo ou ganância não está a ajudar as outras crianças que estão desaparecidas ou em risco de desaparecerem!
 
 
Em frente à sua televisão o casal João Trovão e Maria Relâmpago vêem a abertura de um boletim noticioso.
- Irra que é demais! - Exclama João ao ver que mais uma vez a noticia de abertura é caso do desaparecimento de Madeleine McCann, acompanhado das respectivas reportagens.
- Demais? Não! então ainda não encontraram a menina! - reclama Maria.
Reparo que merece de João a explicação:
- Querida! Eu até nem me importava que os dois minutos iniciais de todos os telejornais mostrassem as fotos de todas as pessoas que estão desaparecidas em Portugal ... e que a PJ tem no seu site! ... Agora que estejamos há uma carrada de dias a gramar com reportagens que nada dizem e que não levam a lado nenhum ... é demais!...
- Então, mas assim mantém-se a chama acesa.
- Querida! Antes de ter desaparecido Maddie, já tinham desaparecido muitas crianças no mundo! E não me lembro que alguma vez um desaparecimento de uma criança tenha tido a visibilidade que este está a ter e
- Talvez isso ajude!
- Ajuda? Só se ajudar a que matem a criança! ... mas o mais notável é a forma como o casal McCann tendo recebido tanto apoio, em vez de canalizar as verbas para a criação de uma Fundação ou outro tipo de Organização que viesse a desenvolver acções no sentido reduzirem os números de crianças desaparecidas ... teima em fazer observações pouco abonatórias relativamente aos nosso país e às nossas polícias ... e até querem fazer uma volta ao mundo a repetir aquilo que já disseram tantas e tantas vezes ...
- Oh! Não te estou a perceber! Dizes tantas vezes que o nosso país é um país de merda e que as polícias são um retrato disso mesmo...
- Assim é! ... Mas neste caso temos um casal que foi jantar fora, num país que não é seu ... e deixou as crianças abandonadas à sua sorte ... o que é que eles queriam? ... mas em vez de perceberem que são eles os responsáveis pelo sucedido ... estão mobilizar meios para denegrir a imagem do nosso país quando no seu o desaparecimento crianças é bem mais vulgar do que em Portugal! ...
 
publicado por raio às 15:30

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

Momento de Passatempo

... Descubra as Diferenças
 
 Paulo Portas - Trovoada Seca.jpg
 
São situações como a apresentada, que levam a que a utilização de Pictogramas para fazer passar uma mensagem, implica frequentemente que a mesma mensagem seja elaborada recorrendo a símbolos diferentes mas que possuem o mesmo significado ou significado similar.
 
 
publicado por raio às 10:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

@Autores

@pesquisar

 

@Taxa de Câmbio

CONVERSOR DE MOEDAS

instale no seu site [ gratuitamente ]

@Queres colaborar neste blogue?

@ Yes!... Quero colaborar neste blogue!!

@Selo do Blogue

@Cont@cto

A área de Comentários deste Blogue está aberta para permitir o direito de resposta às entidades visadas e para que todos possam dar a sua opinião sobre os temas abordados e artigos aqui publicados, todavia:
 
@ Se encontrou algum erro nos artigos publicados;
 
@ Se tem algum artigo que gostasse de ver publicado neste blogue;
 
@ Se tem ideias ou tópicos relativos a algum tema que aqui queira ver desenvolvido;
 
@ Se desejar deixar uma critica ou uma sugestão ou se simplesmente desejar entrar em contacto com o autor do Blogue Trovoada Seca;
 
Pode enviar a sua mensagem para o e-mail: trovoada.seca@gmail.com
 
(Todas as mensagens com publicidade duvidosa ou a noticiar que eu ganhei uma lotaria internacional serão imediatamente reportadas como SPAM)

@posts recentes

@ Sacanas Sem Lei

@ "URGENTE - MENINO RAPTADO...

@ Unificação das Claques Be...

@ O “Triunfo” dos “Imóveis”...

@ Problema de Ordem Acústic...

@ Justiça Imparcial …

@ Benfica TV …

@ Noticias Sobre Assaltos …

@ Pequim 2008 - Balanço da ...

@ Com a Vitória de Nelson É...

@ Em Pequim, Jogam ...

@ Já está aí o “Novo Mapa …

@ Pum! Pum! - “Reviver” o F...

@ INE ou … API?

@ Na Criação de Ambiente .....

@ A Mensagem ...

@ Fonte ... das Notícias?.....

@ A Culpa do casal McCann

@ Queremos Maternidades ...

@ Dinheiro? ... Há!... Mas ...

@ A cegueira do casal McCan...

@ Momento de Passatempo

@Blogs

@ A
AFSP Notícias
Alma Roubada
Amizades e Flores
A Padeira de Aljubarrota
Arco-Íris da Vida
Arte e Magia no PSP
Asas Para Voar
As Minhas Imagens
As Palavras e o Mundo
A Sul
Astro-Reiki [Reiki & Astrologia]
A Ver Navios


@ B
Blogadinha dos Virtuais
Blog da Rosamar
Blog Oficial do Blogs Sapo
Blog da Rosamaria
Blog do Rums
Blog Oval

@ C
Cansei
Cantinho da Rosa
Carlinha Pink
Carne Azeda
Casa do Consultor
Cinda Moledo
Clouberry
Colcha de Retalhos
Columbófilia
Cópia Perfeita
Coração Solidário
Critica na Rede
Crónicas de Uma Mãe Atrapalhada
Cuidem de Nossos Animais

Curtas Metragens


@ D
DaPlanície
Dark Angel
Desculpe Qualquer Coisinha
Docas nas Asas do Desejo
Do Miradouro

@ E
Educação em Portugal | Metas e Medidas
Eimar Suely
Elástico da Cueca
Emolicious
Escavar em Ruínas
Estórias da Minha Terra
Estou Estupefacta
Estrela do Céu
Eu & Eu Neusa Beatriz
Extras by Kika

@ F
Fascínio, Arte e Beleza nos Automóveis e na Mulher
Ferreirinha
Florbytes
Fora de Jogo
Fotografia de João Palmela

@ G
Genny
Geração Rasca
Gifs da Kaká

@ H
How you Doing?

@ I
Ideologia e Biologia
Insomnia

@ J
Jesus Minha Rocha
@ K
Kruzes Kanhoto

@ L
Loirinha
Lol Tuga
Lua Blog
Lugar ao Som
Luz do Desejo

@ M
MAPUFT
Maripossa
Memórias Secretas
Mitos, Modas, Clichés
Moranguitoooos
Mundo Animal
Mundo Animal
My Litle Space

@ N
@ O
O Cantinho da Estrela
O Cantinho da TiBéu
O Cantinho dos Miudos
O Incrível Diário da Carochinha
Olha_por_Mim
O Muro das Lamentações
O Outro Lado
Opinião em Duplo
Oportunity
Os Bigodes do Gato
O Sino da Aldeia
O Sítio da Bola de Cristal

@ P
Paixões e Encantos
Paz Original
Penso, Logo Existo ...
Poesia de Augusto P. Gil

@ R
Reflexões de Um Louco
Rir até Cair
Rita Moranguita
Rosamar's Space

@ S
Salvo-Conduto
Sandrita Dinis
Saobanza
Seduções
(Sem Nome)
SigaCafe
Simbioses
Sisters&Friends
Sofia Sama
Sorriso Alegre
Só Tenho Coisas que me Ralem

@ T
Tintas e Pincéis
Tiraram-me o Gato
Tou Aqui 42
Túlipa Branca

@ U
Última Flor do Lácio
Uma Vida ...

@ V
Vaga Aberta
Vampira Encantada
Velhinho Prega Secas
Verde Água
Vila Forte
Virginiana
Vitor Valente

@ W
Women Blog

@tags

@ sexo(47)

@ trovoada seca(46)

@ portugal(45)

@ reiki(42)

@ divulgação(39)

@ albufeira(37)

@ política(33)

@ sociedade(32)

@ saúde(30)

@ amor(29)

@ homem(29)

@ mulher(29)

@ eu(26)

@ vida(26)

@ algarve(23)

@ actualidade(22)

@ blogs(22)

@ ensino(20)

@ políticos(20)

@ bloggers(19)

@ destaque(19)

@ divulgação de blogues(18)

@ divulgador(18)

@ índice de blogues(18)

@ registo de blogue(18)

@ top(18)

@ karuna(17)

@ nível 1(17)

@ formação(16)

@ curso de reiki(15)

@ justiça(15)

@ mestre(14)

@ beja(13)

@ bem-estar(13)

@ futebol(13)

@ meditação(13)

@ pensamento(13)

@ lisboa(12)

@ curso(11)

@ amigos(10)

@ blog(10)

@ iniciação(10)

@ japão(10)

@ universo(10)

@ 2008(9)

@ energia(9)

@ estradas(9)

@ governo(9)

@ terapeuta(9)

@ 2009(8)

@ aprendizagem(8)

@ conselhos úteis(8)

@ eleições(8)

@ trânsito(8)

@ advogados(7)

@ alentejo(7)

@ blogue(7)

@ faro(7)

@ fevereiro(7)

@ religião(7)

@ vídeo(7)

@ atletas(6)

@ brasil(6)

@ crianças(6)

@ desporto(6)

@ notícias(6)

@ noticias(6)

@ portimão(6)

@ porto(6)

@ professores(6)

@ psd(6)

@ sapo(6)

@ silves(6)

@ tibete(6)

@ (5)

@ actividades(5)

@ ajuda(5)

@ almansil(5)

@ apr(5)

@ assaltos(5)

@ benfica(5)

@ blogues(5)

@ boliqueime(5)

@ compaixão(5)

@ curso de karuna(5)

@ hospitais(5)

@ informação(5)

@ iniciação ao karuna(5)

@ josé sócrates(5)

@ madeira(5)

@ nível 2(5)

@ noticia(5)

@ obras na via(5)

@ odemira(5)

@ partilha(5)

@ pequim 2008(5)

@ prisões(5)

@ reiki em albufeira(5)

@ televisão(5)

@ alunos(4)

@ todas as tags

@Sites

@ Astronomia
Astronomia na Web
Mapa do Céu

@ Agricultura e Pescas
MADRP - Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas

@ Bebés
Guia do Bebé

@ Bebidas
APCV - Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja

@ Bicicletas
69ª Volta a Portugal em Bicicleta/EDP -2007
SuperCiclismo Online

@ Biografias
Biografias
“O Leme” - Biografias

@ Bombeiros e Protecção Civil
ANPC - Autoridade Nacional de Protecção Civil

@ Câmeras On-line
Porto do Funchal - Webcam

@ Casas Pré-Fabricadas
FabPrefab - Portal da construção pré-fabricada
IberMódulo - Aluguer de Módulos e Equipamentos, Lda.

@ Cinema
Citi - Cinema
Expresso - Cartaz de Cinema
PT Gate - Cinema
Público - Cartaz de Cinema

@ Comunicação Social
A Bola On-line
Agência Lusa
Agência Lusa - Brasil
BBC News
Correio da Manhã
Destak
Diário Digital
DN - Diário de Notícias
Islam em Linha - Revista Virtual
JN - Jornal de Notícias
Máxima - Revista Feminina
Portugal Diário
Público
Semanário Sol
Zero Hora - Diário Brasileiro

RTP - RádioTelevisão Portuguesa
SIC
TVI


@ Consumidores
DECO - Associação de Defesa do Consumidor
Portal dos Consumidores - Instituto do Consumidor

@ Crianças
IAC - Instituto de Apoio à Criança
POL - Psicopedagogia On-Line - Educação e Saúde Mental

@ Defesa dos Direitos dos Animais
ANIMAL - Associação Nortenha de Intervenção no Mundo Animal

@ Design
AND - Associação Nacional de Designers
DPO - Dicionário Publicitário Online
Logo Design History - Logoorange (História de Símbolos e Logotipos)

@ Desporto Olímpico
Comité Olímpico de Portugal
Quadro de Medalhas
Jogos Olímpicos - Pequim 2008 (Site Oficial)

@ Diversos
Adiaspora.com
NetDisaster.com
Associação Cívica Vidas Alternativas

@ Ensino
ME - Ministério da Educação de Portugal

Universidade Bucks New University
UFC - Universidade Federal do Ceará

@ Estatísticas e Sondagens
INE - Instituto Nacional de Estatística
Marktest

@ Eventos
Agenda Lx

@ Federações, Confederações e Colectividades
CDP - Confederação do Desporto de Portugal
FPC - Federação Portuguesa de Columbofilia
FPDD - Federação Portuguesa de Desporto para Deficientes

@ Heráldica
Home Page do Físico

@ Impostos
Direcção-Geral dos Impostos
Declarações Electrónicas

@ Instituições Internacionais
CE - Comissão Europeia
CPLP - Comunidade dos Países e Lígua Portuguesa
UE - União Europeia

@ Justiça
MJ - Ministério da Justiça de Portugal

@ Juventude
Portal da Juventude

@ Literatura
Projecto Vercial - Base de Dados sobre Literatura Portuguesa

@ Magia
Associação Portuguesa de Ilusionismo

@ Mapas
Mapa de Portugal

@ Matemática
Matemática Divertida

@ Meteorologia
Instituto de Meteorologia
MeteoPT - Fórum de Meteorologia

@ Municípios
Câmara Municipal de Belmonte
Câmara Municipal de Lisboa

@ Música
Cifras.Com.Br

@ Pintura
WebArt

@ Política

Portal da Presidência da República Federativa do Brasil

Portal da Presidência da República Portuguesa

Portal do Governo Brasileiro

Secretaria de Imprensa - Presidência da República Federativa do Brasil

BE - Bloco de Esquerda
CDS-PP - Partido Popular
CNE - Comissão Nacional de Eleições
PCP - Partido Comunista Português
PCTP-MRPP - Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses
PEV - Partido Ecologista "Os Verdes"
PNR - Partido Nacional Renovador
Portal do Governo
PPD-PSD - Partido Social Democrata
PS - Partido Socialista

@ Religião
Agência Ecclesia - Agência de Notícias da Igreja Católica em Portugal
Budismo! Do Brasil Internet
Clério’s Home Page - Clério José Borges de Sant’Anna
Ecclesia-Brasil
Islam em Linha
Orações
Padre Marcelo Rossi - Site Oficial
Paróquia de São Pedro
Portal da Família
Sociedade Internacional Gita do Brasil (Gita-Ashrama Brasil)
SDPF - Secretariado Diocesano Pastoral Familiar - Diocese de Coimbra
UCP – Universidade Católica Portuguesa

@ Saúde
AMI - Assistência Médica Internacional
APCC - Associação Portuguesa do Cancro Cutâneo
APDP - Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal
APFADA - Associação Portuguesa de Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer
Instituto Nacional de Cardiologia Preventiva - Prof. Fernando Pádua
INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P.
IPOPFG, EPE - Instituto Português de Oncologia de Francisco Gentil
Liga Portuguesa Contra o Cancro
Portal da Saúde - Ministério da Saúde

@ Segurança
GNR - Guarda Nacional Republicana
MAI - Ministério da Administração Interna
PJ - Polícia Judiciária
PSP - Polícia de Segurança Pública

@ Seguros
APS - Academia Portuguesa de Seguros
APS - Associação Portuguesa de Seguros
ISP - Instituto de Seguros de Portugal

@ Sindicatos
CGTP - Intersindical Nacional

@ Solidariedade
Associação Portuguesa de Solidariedade Mãos Unidas P. Damião
CNIS - Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade

@ Superfícies Comerciais
Modelo Continente SGPS, SA

@ Telefones
Páginas Amarelas
Páginas Brancas

@ Tradições
Folclore

@ Trânsito
EP - Estradas de Portugal, E.P.E.
Fastaccess - O Portal do Automobilista
SR - Segurança Rodoviária

@Concurso

@ Eleição de Miss Lightning...

@as minhas fotos

@arquivos

@ Janeiro 2014

@ Fevereiro 2012

@ Janeiro 2012

@ Dezembro 2011

@ Novembro 2011

@ Outubro 2011

@ Agosto 2011

@ Outubro 2010

@ Agosto 2010

@ Julho 2010

@ Junho 2010

@ Maio 2010

@ Abril 2010

@ Março 2010

@ Fevereiro 2010

@ Dezembro 2009

@ Outubro 2009

@ Setembro 2009

@ Agosto 2009

@ Julho 2009

@ Junho 2009

@ Maio 2009

@ Abril 2009

@ Março 2009

@ Fevereiro 2009

@ Janeiro 2009

@ Dezembro 2008

@ Novembro 2008

@ Outubro 2008

@ Setembro 2008

@ Agosto 2008

@ Julho 2008

@ Junho 2008

@ Janeiro 2008

@ Dezembro 2007

@ Novembro 2007

@ Outubro 2007

@ Setembro 2007

@ Agosto 2007

@ Julho 2007

@ Junho 2007

@ Maio 2007

@ Abril 2007

@ Março 2007

@Contador


@Janeiro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31
blogs SAPO

@subscrever feeds

@Blogosfera

Estou no Blog.com.pt

Classifique o nosso site
no mundoPT.com



link.blog-Teorias
PT Bloggers a directoria de blogs Portugueses
BlogBlogs.Com.Br
Votez pour mon site !
Search For Blogs, Submit Blogs, The Ultimate Blog Directory
Blog Flux Pinger - reliable ping service.





Personal Blogs - Blog Top Sites

Top Tuga

Sports Blogs
Create blog

BloGalaxia



blogaqui?


puBlog: textads portugueses